Official Website
Home. A Banda. Discografia. Mapa de Palco. Fotos. Vídeos. Imprensa. Agenda. Shop. Contato.

Los Shahers © All rights reserved  - Webmaster - Lugan Software

• Discografia

Los Shakers - 1965


A estréia dos Shakers foi um sucesso. Após assistirem o filme A Hard Day's Night dos Beatles, os integrantes, até então músicos de jazz, resolveram mudar o som e batizar o grupo de Los Shakers. O primeiro disco, lançado em 65, apareceu com uma incrível pegada beat e melodias à la Lennon & McCartney. O disco trazia o hit "Break It All" (o maior sucesso até hoje, inclusive presente no segundo volume da box set garageira Nuggets), a bela "Don't Ask Me Love", a soturna "The Longest Night" e "Thinking", entre outras. "Los Shakers" foi o disco que mais vendeu, indo direto ao topo das paradas uruguaias e argentinas.

LOS SHAKERS
OS URUGUAIOS MAIS "BEATLES" DE TODOS OS TEMPOS

Break It All - 1966


Já que todas as músicas dos Shakers eram cantadas em inglês, a gravadora tentou lançá-los nos Estados Unidos. "Break It All" foi o lançamento exclusivo para o mercado norte-americano e trouxe ótimas regravações dos hits do primeiro disco, além de mais algumas só lançadas em compactos no mercado latino-americano. Vale a pena conferir as músicas até então inéditas em LP, as alegres "Won't You Please", "What A Love" e "Forgive Me" (esta última regravada no Brasil por Renato & Seus Blue Caps e Os Brasas), comprovando que os irmãos Fattoruso eram uma máquina de compor hits.

Shakers For You - 1966


Em 66 o mundo começou a ficar psicodélico e os Shakers mostraram estar antenados com a nova onda, lançando o maravilhoso Shakers For You. O segundo disco oficial da banda tem um clima Rubber Soul, quase Revolver, com apaixonantes canções, arranjos levemente lisérgicos e inspiradas harmonias vocais, já abrindo com o irresistível samba beat "Never, Never" (que fez bastante sucesso no Brasil). O que segue é uma impressionante coleção de músicas com aquele clima psicodélico de 66. "The Child And Me", "Hear My Words", "Too Late" e "Smile Again" têm cara de hits, enquanto as lindas baladas "Reviens Ma Cherrie", "Let Me Tell You" e "You'll Find A Girl" chegam a emocionar. "Shakers For You" fecha com a beleza hipnótica e dissonante de "I Hope You Like It", com direito a guitarras gravadas ao contrário. Um disco essencial para qualquer pessoa que gosta de boa música.

La Conferencia Secreta Del Toto's Bar - 1968


Se no "For You" os Shakers já tinham embarcado no mundo psicodélico, La Conferencia Secreta Del Toto's Bar apresentou a banda no meio de uma completa viagem sonora, em total sintonia com os Beatles. As 11 canções que formam a obra-prima encantam qualquer um, com toques de música uruguaia ("Candombe"), sunshine pop ("The Shape Of A Rainbow" e "Always You"), psicodelia inglesa ("I Remember My World" e "Mr. Highway") e beach boys fase Pet Sounds (Higher Than A Tower). Isso tudo sem contar "The Pine & The Rose", uma das mais belas canções do rock 60's.

Apesar de gravado entre 67 e 68, o terceiro disco dos uruguaios só saiu no início de 69, pois a gravadora queria mais hits e brecou o lançamento até onde pôde. La Conferencia Secreta Del Toto's Bar ganhou vida sem nenhuma divulgação e depois do final da banda. Sendo considerado o Sgt. Peppers da américa latina.

La Bossa Nova de Hugo Y Osvaldo - 1969


Com o fim da banda, os irmãos Fattoruso se aventuraram pela bossa nova, lançando La Bossa Nova De Hugo Y Osvaldo em 69. Ainda nos Shakers, a dupla já dava sinais do affair com ritmos brasileiros ("Never, Never" e "Lovely Lola") mas sempre com uma pegada beat. "La Bossa" é um disco incrivelmente cool, todo cantado em inglês, com arranjos simples e voz baixinha no melhor estilo João Gilberto. Há algumas regravações dos tempos dos Shakers como "The Longest Night, "Never Never" e "The Pine & The Rose", excelentes versões como "This Guy's In Love With You" de Burt Bacharach "You Like Me Too Much" dos Beatles (sempre eles!) e outras lindas e intimistas bossinhas. A bossa dos irmãos Fattoruso ainda tinha um toque de lounge, com orgãos bem sacados, e uma certa atmosfera lisérgica. Uma raridade que vale a pena!

Por Favor -2000


Este CD foi produzido na Inglaterra pelo selo BIGBEAT Records.


São 32 músicas com temas do primeiro disco dos Los Shakers (Odeon LP301) 1965, do LP “Shakers for you” (Odeon LP 304) 1966 e do LP “La Conferencia Secreta Del Toto’s Bar (Odeon LP 309) 1968.


Trata-se de uma retrospectiva dos Los Shakers e foi feita fora da América, ou seja, pela primeira vez na Europa.

2005 gravaram um novo disco no estúdio Circo Beat de Buenos Aires, numa fusão da essência "shakereana" com a experiência adquirida em mais de quarenta anos dedicados a diferentes vertentes musi­cais.


O resultado é "Bonus Tracks", um álbum com doze composições fantásticas e uma versão de Break It All que inclui piano acústico.


Los Shakers apresentam algumas modificações nesta nova etapa. Cantam em espanhol e soam diferente, já que a formação básica (duas guitarras, baixo e bateria) mudou para baixo, teclado e duas baterias. Mas é claro que, na hora de interpretar seus clássicos, Hugo e Osvaldo tocam guitarras.